terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Rolo de Carne


Rolo de Carne

25 gr. de fermento de padeiro, 125 de leite morno, 1 colher (de chá) de açúcar, 250 de farinha, sal e 2 colheres de margarina, 1 ovo.

Esfarela-se o fermento numa tigela, polvilha-se com o açúcar, junta-se metade do leite morno e deixa-se levedar até crescer o dobro.
Esfarela-se a farinha com a margarina, junta-se o fermento levedo, o resto do leite e o ovo. Trabalha-se um pouco a massa e estende-se com o rolo em rectângulo.
Cobre-se com fiambre, bacon, paio, carne estufada ou aves e enrola-se. Deixa-se levedar 1 hora e leva-se a forno moderado.

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Crepes

Portugal Feminino, Ano II, nº 26, Março de 1932

 Crepes


125 grs. de farinha, 3 grs. de sal, 8 grs. de açúcar, 2 ovos inteiros; desfaz-se tudo em meio litro de leite, e passa-se pela peneira. Em seguida, deitam-se 150 grs. de manteiga derretida, meio cálice de licor de flôr de laranja e mexe-se bem.
Unta-se com muito pouca manteiga uma frigideira pequena, leva-se ao lume e deita-se-lhe dentro duas colheres de sopa desta massa; deixa-se cozer dum lado e volta-se do outro.
Depois de prontos, podem rechear-se com doce ou servir sós, polvilhados com açúcar e canela. 

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Paciências

Revista Brotéria - Vulgarização Científica, ano XVI, Março de 1918. p. 3

Paciências


3 claras de ovo
110 gramas de açúcar
110 gramas de farinha triga
Meio limão ralado

Batem-se as claras com o açúcar cerca de meia hora; acrescenta-se-lhes a farinha, o limão e por último uma colher de chá de farinha "Paisley", misturando tudo muito bem. Unta-se com manteiga um grande tabuleiro de folha, deita-se-lhe dentro a massa cortada em bocadinhos pequenos (do tamanho de moedas de 5 réis) e vai ao forno. 

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Bavarois Parisiense de Morango (6 a 8 doses)

jornal A Capital, Sexta-feira, 21 de Maio de 1971


Bavarois Parisiense de Morango
6 a 8 doses

350 g. de morangos; 4 folhas de gelatina vermelha; 1 dl. de água; sumo de 1/2 limão; 150 g. de açúcar pilé; 2 dl. de nata.

Lave os morangos, tire-lhes o pé e ponha-os a escorrer. Reserve 8 dos mais bonitos para a decoração final, passe os restantes no passe-vite e junte-lhes o sumo de limão.
À parte ponha a gelatina a demolhar em água fria e leve o açúcar ao lume num tacho, com um pouco de água, até que derreta completamente. Nessa altura junte a gelatina escorrida e mantenha o preparado ao lume até diluir a gelatina. Deixe arrefecer um pouco e, em morno, junte o xarope gelatinado ao puré de morango. Em estando frio e a querer prender, adicione a nata batida e misture bem com umas varas. Vaze o preparado numa forma lisa untada com óleo e meta esta no frigorífico por 3 ou 4 horas.
Antes de servir, desenforme e enfeite com os morangos cortados ao meio ou em 4, se forem muito grandes.

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Tarte de Limão - Fotoreportagem

Hoje foi dia de fazer uma Tarte de Limão... uma das receitas ex-libris da minha Avó Helena, que nós todos tanto gostávamos (não é por acaso que ela se encontra marcada com um "X" no caderno de receitas). A receita é super simples e fica óptima. Ora vejam...

Para a Massa:

Amassa-se 250 g. de farinha e 125 g. de margarina até ligarem
juntam-se 2 colheres (de sopa) de açúcar
um ovo e uma pitada de sal
Faz-se uma bola que se envolve em farinha.
Estende-se e forra-se a fôrma da tarte.
Para o Recheio:


Junta-se num tachinho 200 g. de açúcar com 60 g. de manteiga derretida,
as 3 gemas
sumo e raspa de um limão não muito grande.
Vai a lume brando mexendo sempre até engrossar, sem deixar ferver para não talhar.
Deita-se este creme sobre a tarte
e por cima as 3 claras batidas em castelo com 3 colheres de açúcar
e leva-se a forno brando.
Ei-la saída do forno
Adoro quando a começa a formar pequenas gotículas de caramelo.
Quanto ao sabor, só mais logo o saberei... mas para já estou muito satisfeito com o resultado.
Que tal experimentar? Se a fizer, não se esqueça de entrar em contacto comigo e dar-me a sua opinião... com fotografia do resultado final era o ideal.
Aventure-se.

Veja a receita AQUI.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Doçaria com Figos e Bolo Pudim de Figo Com Amêndoas e Nozes


E porque sou completamente viciado em figos, o meu "alimento" favorito, não consegui ficar indiferente a este livro: Doçaria com Figo, de Conceição Amador, 2ª edição de 2004, Editora Caleidoscópio - colecção Sabores e segredos do Algarve.
Ao longo de 60 bonitas páginas (as fotografias são primorosas), somos levados por grandes receitas de Figo Fresco, Figo Seco, Complementos (doces necessários para as receitas, tornando-se uma parte curiosa do livro) e Licores. Acabei o livro babadissimo e a querer provar e fazer tudo.

Como a escolha era dificil, deixo-vos aqui a receita do doce que está na capa. Trata-se de...

Doçaria com Figo, de Conceição Amador, 2ª edição de 2004, 
Editora Caleidoscópio - colecção Sabores e segredos do Algarve, pág. 22

Bolo Pudim de Figo com Amêndoas e Nozes


Ingredientes:
1 chávena de polpa de figo
4 ovos
130 g. de açúcar
120 g. de margarina ou óleo vegetal
1 cálice de licor de alfarroba
100 g. de farinha de trigo
100 g. de amêndoa moída
1 colher de chá de canela
1 colher de chá de fermento em pó

Ingredientes para o pudim:
8 ovos
1 chávena de açúcar
1 chávena de polpa de figo fresco
um pouco de raspa de limão
1 pacote de natas (200 g.)
150 g. de açúcar para forrar a forma.

Cobertura:
Nozes caramelizadas.
Barre a forma com o açúcar em caramelo, de forma a que este fique sólido.
Bata as receitas separadas (uma de bolo e outra do pudim).

Modo de fazer:
Bolo:
Bata os ovos com o açúcar, junte a margarina derretida, a polpa de figo e os restantes ingredientes. Bata um pouco.

Pudim:
Bata os ovos com o açúcar. Junte as natas e a polpa de figo. Misture bem os ingredientes (com uma colher de pau).

Modo de enformar o Bolo Pudim
Primeiro, deita a mistura do pudim na forma. A seguir, vá deitando por cima desta a massa do bolo, com cuidado, rodando a forma, para que fique em igual camada a toda a volta.
Meta em forno pré-aquecido, a temperatura média. Passados vinte minutos reduza para o mínimo e deixe o bolo cozer lentamente. Tempo médio de cozedura: vinte minutos.
Deve ser tirado da forma, ainda quente. Passe uma faca em toda a volta e vire-o para um prato próprio para bolos húmidos.

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Suspiros à Hermínia Silva - in memoriam a Luciano Cavaco

Guia da Doceira em sua casa dedicado aos Artistas do Teatro Português,
de Maria Margarida (pseud. Bernardino Alves Lopes ?), [1934], Cartaxo, Tip. Treze, pág.65

Suspiros à Hermínia Silva

Batem-se 6 claras com 750 grs. de açúcar até ficarem em espuma; junte-lhe o suco da casca de um limão grande e uma pitada de canela em pó.
Ponha num tabuleiro uma folha de papel almaço, deixe pingar a massa, aos poucos, leve ao forno moderado, recorte o papel e sirva.
In memoriam: Luciano Cavaco (5 de Julho de 1976 - 31 de Janeiro de 2017) 

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Da Biblioteca Gastronómica - Estante nº 1

Hoje comecei a fazer um trabalho "chato" mas necessário. Listar numa tabela todos os livros de gastronomia que tenho. Ainda a procissão vai no adro e já identifiquei estes que convosco partilho. Se quiserem saber alguma receita de um destes livros, é só pedirem... com a brevidade possível, tentarei satisfazer os vossos desejos (tipo discos pedidos, só não precisam é de dizer a frase).

Estante nº 1


Apelido
Nome
Título
Ano
Editora
Edição
Género
Abreu
Maria Emília Cancella de
A cozinha e a cerveja
Década de 60 (?)
Sociedade Central de Cervejas; Bertrand
Generalista
Azevedo
Alda de
Cozinheira Ideal
1943
Livraria Civilização
Generalista
Beckett; Stobart
Kenneth A.; Tom;
Ervas Aromáticas
1975
Selecções do Reader's Digest
Histórico / Generalista / Saúde
Bordalo
Arnaldo (ed.)
Manual do Confeiteiro e Pasteleiro - Nova arte do Conserveiro e Doceiro
1904
Arnaldo Bordalo
Generalista
Câmara
Fortunato da
Os Mistérios do Abade de Priscos e outras histórias curiosas e deliciosas da gastronomia
2014
A Esfera dos Livros
Histórico
Castro
Inês de Ornellas e
O livro de cozinha de Apício: um breviário do gosto imperial
2015
Relógio de Água
Histórico / Generalista
Cavalheiro
Jorge
Thesouro de Cosinha
1928
Imprensa Nacional
Generalista
Costa
Rosinha
Arte de Cozinhar
1975
Livraria Progresso
Generalista
Crato
Maria Helena Tavares
Cozinha Portuguesa III
2001
Editorial Presença
11ª
Doçaria
Dupré
Francine
Receitas escolhidas para si
Década de 50 (?)
Oficina Gráfica Bertrand
Generalista
Dupré
Francine
Receitas Apetitosas
1955
Litografia Nacional
Generalista
Dupré
Francine
Boas Festas de Francine Dupré
s/d
Litografia de Portugal
Generalista / Lavores
Feijão
Raúl de Oliveira
Alimentação e Cozinha Racional
D.L. 1959
Livraria Progresso
Generalista / Saúde
Goes
Maria Antónia
Descobrimentos e Gastronomia Portuguesa: As minhas melhores receitas tradicionais
1999
Chaves Ferreira - Publicações S. A.
Histórico / Generalista
Goes
Maria Antónia
Descobrimentos e Gastronomia Portuguesa: As minhas melhores receitas tradicionais
1999
Chaves Ferreira - Publicações S. A.
Histórico / Generalista
Gomes
Virgílio Nogueira
Dicionário Prático da Cozinha Portuguesa
2015
Marcador
Dicionário
Goucha
Manuel Luís
Em Banho-Manel: Comeres e Beberes
2003
Publicações Dom Quixote
Generalista
Grémio dos Exportadores de Vinho do Porto

O Vinho do Porto na culinária
1962
Tipografia Rocha
Generalista
Guerra
Maria Carlota Alves da Guerra
Cozinha Apetitosa e Acessivel
D.L. 1986
Agência Portuguesa de Revistas
Generalista
Isalita

Doces e Cosinhados
1925
Centro Tipográfico Colonial
Generalista
Ludovico
Adelina
Receitas de Massas Alimentícias
D.L. 1958
Litografia Maia
Generalista
Maia
Carlos Bento da
Tratado Completo de Cozinha e Copa
1904
Guimarães e Cª
Generalista
Manuppella
Giacinto
Livro de Cozinha da Infanta D. Maria
1986
Imprensa Nacional Casa da Moeda
Histórico / Generalista
Margarida
Maria
O guia da doceira em sua casa - Dedicado aos artistas de teatro do Teatro Português
[1934]
Papelaria e Tipografia Treze
Doçaria / Histórico
Maria
Ana
100 Menús Económicos. Sopa e 1 prato para cozinhar durante a guerra
s/d
Empresa Literária Universal
Generalista sem Doçaria
Maria
Rosa
100 Maneiras de cozinhar sopa
2012
Civilização Editora
Sopas
Maria
Rosa
100 Maneiras de cozinhar ovos
2012
Civilização Editora
Ovos
Maria
Rosa
100 Maneiras de cozinhar acepipes, molhos e saladas
2012
Civilização Editora
Acepipes / Molhos / Saladas
Mariazinha

O cozinheiro prático
D.L. 1952
Editorial Minerva
Generalista
Martinho; Osório
Felismina Osório; Judith Fernandes de Sanches
Apontamentos de Culinária
1970
Papelaria A Planeta
Generalista
Mengo
António de Macedo
Caderno do refeitório: comezaina, mezinhas e guloseimas
1985
Barca Nova
Histórico / Generalista
Miguel; Pires
Maria do Carmo; Margarida Sarmento
Livro de Saberes e Sabores: vivências e saberes de utentos do Centro de Dia
2006
Paróquia do Campo Grande
Generalista
Miraflor
Branca
200 Maneiras de cozinhar peixe
1947
Livraria Barateira
Peixe
Miraflor
Branca
O mel e as suas aplicações na confecção de doces, bolos, fritos, rebuçados, licores, xaropes, etc. 200 receitas fáceis e experimentadas
1938
Livraria Barateira
Doçaria
Pato
Henrique Vaz
Sol&Pesca: Receitas e sabores das conservas portuguesas
2012
Clube de Autor S. A.
Histórico / Generalista
Pereira; Pericão
Ana Marques; Maria da Graça
Do comer e do falar… tudo vai do começar
2015
Relógio de Água
Dicionário
Plantier
Paul
O Cozinheiro dos Cozinheiros
1877
Paul Plantier - Lisboa
Generalista
Ramos
Anabela
Do Arquivo para a mesa: doçaria
2015
Arquivo Distrital de Braga - Universidade do Minho
Doçaria / Histórico
Redondo
José Carranca
Licor Beirão - Cocktails
1970
A Lousanense
Bebidas
Rego; Quitério
Manuela; José
Livros portugueses de cozinha
1998
Biblioteca Nacional de Portugal
Catálogo
Rodrigues; Marques
Carlos; Jorge Adolfo de Meneses
Carta Gastronómica da Região de Lafões
2016
Confraria Gastronómica de Lafões
Histórico / Generalista
Rosa-Limpo
Berta
O livro de Pantagruel
1947
Sociedade Nacional de Tipografia
Generalista
Rosa-Limpo
Berta
Receitas de Bolos - Margarina do Chefe
D.L. 1957
Litografia Maia
Doçaria
Santos
Laura
A mulher na Sala e na Cozinha
s/d
Editorial Lavores
11ª
Generalista / Lavores / Educação
Santos
Laura
A perfeita dona de casa
D.L. 1963
Editorial Lavores
Generalista / Lavores / Educação
Sobral; Nascimento; Espadana
Vítor; Hugo; Luís
Os Melhores Restaurantes: Receitas e Segredos - Tasca da Esquina
2010
QuidNovi
Generalista
SPALIL
Sociedade de Produtos Alimentares
Receitas Salutar
1956
A Persistente
Generalista / Lavores
Viana
António Manuel Couto
Por horas de comidas e bebidas: crónicas gastronómicas
1996
Nova Arrancada
Histórico
Villax
Cláudia
Boa Comida. Boa Mesa. Da horta para a mesa
2014
Casa das Letras
Generalista


Um brinde da Fábrica Tomaz Cardoso: algumas receitas de Culinária Portuguesa
s/d
Tipografia Vitória
Generalista


Receitas Royal
1952
João Machado da Conceição & Cª Lda
Doçaria


Fermento em pó Nacional: algumas receitas
1936
Tipografia da Empresa do Anuário Comercial e Companhia Industrial de Portugal e Colónias
Doçaria


A dona de casa na lavoura portuguesa
1927
Lavrador
Generalista / Educação